VOZ DE PERFORMANCE: É a voz utilizada, profissionalmente ou não, em apresentações (Fala ou Canto)

Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
Reinaldo Kazuo Yazaki é médico otorrinolaringologista, CIRURGIÃO OTORRINO E CIRURGIÃO DE VOZ, CRM 107745, também pesquisador em Voz & Laringologia, tb dedicado à VOZ CANTADA, graduado na Escola Paulista de Medicina. Obteve Título de Médico-Residente Concursado, do Depto. de Otorrinolaringologia da Universidade Federal de São Paulo. Em exame teórico-Prático, obteve o Título de Especialista em OTORRINOLARINGOLOGIA em 2006, pela Associação Médica Brasileira e Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial. Tornou-se médico-colaborador totalmente voluntário e orientador-voluntário dos médicos-residentes da Universidade Federal de São Paulo, na área de Laringologia e Voz, Cirurgias de Voz e Câncer de Laringe, desde 2006 até 2011. Tem interesse especial por Voz Profissional e Cantada e Cirurgia Oto-Rino-Laringológica. Tem afinidade pela atuação em Cirurgia. Hoje, tem como principais atividades profissionais as cirurgias para a VOZ, das amígdalas, desvios de septo, especialmente em cantores, com experiência em TODAS as cirurgias otorrinolaringológicas, incluindo as de CANTORES profissionais. __reinaldoyazaki@yahoo.com___Consultório:11-9.83737503.

BARíTONO!!!

BARíTONO!!!
Saudades do CORAL UNIFESP !!!!

Aula dada no CONGRESSO BRASILEIRO DE OTORRINOLARINGOLOGIA, SEÇÃO DE LARINGOLOGIA E VOZ PROFISSIONAL

Aula dada no CONGRESSO BRASILEIRO DE OTORRINOLARINGOLOGIA, SEÇÃO DE LARINGOLOGIA E VOZ PROFISSIONAL
COMO AVALIAR O CANTOR LÍRICO E POPULAR EM 4 PASSOS: RUMO A UMA AVALIAÇÃO MAIS RACIONAL E DIRECIONADA PARA A QUEIXA DA VOZ CANTADA.

Coral Unifesp

Coral Unifesp
Espetáculo: " A era do rádio: 70 anos da Rádio Nacional": Casa lotada em vários dias de apresentação: + de 300 pessoas por dia!!!!!

domingo, 27 de janeiro de 2008

O otorrinolaringologista que trabalha com a voz só trata de voz?

Não, esta é uma área de concentração em pesquisa e atuação profissional, mas a prática clínica e cirúrgica diária é norteada pelo que é mais frequente na população, como os distúrbios da respiração nasal, os roncos e apnéia, os distúrbios da audição, infecções de vias aéreas superiores como amigdalites de repetição, mau hálito por acúmulo de restos nas amígdalas. Assim todas as cirurgias mais frequentes na população são realizadas, sendo as mais frequentes as cirurgias de amígdalas/adenóides e de desvios do septo nasal que já realizamos mais de 1000 cirurgias. E, é claro, com especial cuidado com relação à voz.

9 comentários:

Bruno Giardini disse...

Dr. meu irmão Marcos Giardini tem Von Recklinghausen e devido à doença possui um neurinoma no pescoço. Sua voz tem rouquidão causada por uma cirurgia anterior. Ele mora em Petrópolis-RJ e está disposto a vir a São Paulo para uma consulta visnando a uma cirurgia que lhe dê mais qualidade na voz. É possível um contato ou o Sr. nos indicaria alguém para o caso. Sinto ter feito contato pelo blog, mas não resisti em escrevê-lo quando encontrei seu site. Bruno Giardini. CTT: bruno.giardini@uol.com.br

Ricardo disse...

Dr. á algum tempo eu engoli uma unha ja faz uns 2 anos e ainda sinto ela na minha garganta.
qual o problema que isso pode me trazer?
isso pode dar algum tumor?
e esou sentindo um gosto ruim na garganta.
se poder me responder eu agradeço.

tikeia disse...

bom dia ?eu fico roca com muita facilidade,se eu dou um espirro eu quase fico sem voz, se eu me engasgo,quase todos os dias eu acordo roca,quero cantar e não posso...o que eu devo fazer?preciso de ajuda!!!

Mônica Conciani de disse...

Eu estou totalmente afonica a mais de 3 semanas. Fui ao otorrino que a princípio diagnosticou faringite, tomei prelone e factive, mas a voz não voltou. O otorrino solicitou um exame de estroboscopia de laringe, mas tentei fazer o exame duas vezes e não consegui. Marquei em outro lugar para fazer o exame, mas ainda vai demorar uma semana. Estou preocupada, se eu não conseguir fazer esse exame, existe algum outro exame que possa ajudar a diagnosticar o que eu tenho.

ze lucas disse...

Dr. eu sou musico a alguns anos e de uns tempos pra cá eu pudi notar que eu nao conseguia mais cantar musicas com a nota muito alta eu acho devido a mudança de voz que eu tive com a minha passagem para a adolescencia e eu queria saber se pode ser algum problema isso ou isso pode se resolver com exercicios vocalicos e se resolver quais sao eles.Se puder me ajudar eu serei grato.CTT: jl-badboy@hotmail.com

roge disse...

doutor porque nao consigo fala normal quando falo quais ninguem houve pq e muita baixa e parece que estou falando de boca cheia sinto muito mal quando algume rir da minha voz quando estou falando mim ajude

jhapa disse...

Doutor faz mais de 1 mes que estou gripada e 2 semanas de rouquidão o que eufaço para melhorar ou tomo,já tomei varios xaropes um tal de ambroxmel e um outro não fez efeito estou com catarro e não consigo coloca-lo para fora E MUITO ROUCA!SE PUDER ME RESPODER FICO GRATA

led disse...

Ola bom dia doutor queria que vc analizase o que vou dizer e considerar se em problema: me acho super normal mas quanto a fala tenho duvidas eu expresso claramente mas de forma muito lenta e por isso sofro preconceito da sociedade uns dizem que sou drogado outros dizem que sou pne e outros dizem que sou pne. Eu nao percebo isso quando falo portugues mas observo quando canto musicas em english vejo que a voz e bem lenta em relacao as musicas. Porem nao sei oque fazer talvez algo de errado na infancia que resultou nisso.

Penélope disse...

Dr., meu filho de 6 anos de idade tem a voz rouca desde que começou a falar, o que eu acho bonitinho. Porém, um parente, que é músico disse que não é normal uma criança ter a voz rouca. Isso é verdade? Se positivo, qual seria o tratamento? Tenho outra dúvida: fiz tiroidectomia total em janeiro/2012 por conta de 1 nódulo (carcinoma papilífero). Graças a Deus estou curada, mas infelizmente não consigo mais alcançar certas notas agudas. Canto num coral e sou 1º soprano. Como posso resolver esse problema?